poesias

EU E A DROGA… Anos 80/90 & 200 – I, Poemas y Poesia - Su Poema Publicado

Poema EU E A DROGA… Anos 80/90 & 200 – I (Leído veces)

Por jorgehumberto


Tudo se iniciou tinha eu à época 14 anos de idade,
Aliás estava a comemorar esse feito, quando tudo
Começou, era o principio dos anos 80, exactamente no seu
Primeiro ano.

Lembro que estava feliz e que todos à minha volta
Partilhavam desse sentimento. Não sei de onde
Nem porquê, mas a minha “euforia” desviou-se
Para pensamentos extra aniversário e foi então
Que surgiram,vindas do nada, imagens de todos
Os dias, direcionadas a um só objetivo:
Experimentar droga, fosse ela qual fosse.

Despedi-das à parte, essa tal “euforia” transformou-se num
Imperativo desejo, de prolongar a felicidade até ao
Último minuto desse dia: algo sintético – pensei -
ajudar-me-ia nesse intento.

Não sabendo como o fazer fui ter com um colega,
De escola, e ele mesmo comprou-me um pouco de Haxixe,
Sendo essa a minha primeira experiência com as drogas.
Lembro que ri muito que a tudo achava graça e que
Uma disponibilidade para falar e agir apoderou-se de mim.

Assim foi rindo e sorrindo que a noite tomou rumo
E logo se fez esquecimento a minha festa de aniversário.
Agora que tinha sido iniciado no mundo das poderosas drogas
Julgava-me alguém omnipotente e essa sensação era
Indescritível e absurdamente inovadora.
Tinha tomado droga, no caso Haxixe, e tudo era
Uma festa e divina contemplação.

Informação:
Haxixe: (Cannabis): modo de administração: (Fumada, ou oral);
Tolerância: (Grande); Dependência: Psiq: (Grande), Física: (Nula ou possível);
Duração dos efeitos: (3 horas);

Efeitos: Uso habitual: Relaxamento, euforia, hiperestesia, distorção das
Percepções, diminuição das inibições, o tempo parece andar mais devagar, aumento do apetite (fase final da intoxicação).
Sobredosagem: (Pânico).

A longo prazo: Debilitação, síndroma amotivacional, psicose canábica: Flashbacks;
Reacções psicóticas.

Notas tiradas do livro, Deixar a Droga – tratamento para os anos 90.
Do especialista e médico, Domingos Neto.

Jorge Humberto


Por jorgehumberto



SerPoeta.com es la mayor comunidad de habla hispana en donde las personas publican sus poemas. Por ello nos sentimos orgullosos en dar a conocer y difundir los hermosos poemas aquí publicados.
Asimismo, debido a la creciente participación de poemas en portugués hemos implementado nuevas secciones en esta bella lengua.

SerPoeta.com es una comunidad para todos los poetas libres, aficionados o profesionales que desean publicar libremente sus poemas para compartirlos, difundirlos y dedicarlos.

Actualmente SerPoeta.com cuenta con un creciente número de personas que diariamente publican, así como un creciente grupo de miles de personas que acceden día a día a leer los poemas publicados.

SerPoeta.com respeta la redacción y ortografía de los poemas enviados considerándolo como licencias del autor o poeta.